Quando o chão parece sumir de nossos pés, e todas as portas que tentamos abrir encontram-se trancadas, é aí que mora o grande perigo…
Se você está passando por uma situação triste e negativa, o problema verdadeiramente não é o problema em si, mas o que você faz com ele…
Você tem duas opções, ou você se “agarra” ao problema, e entra em pânico, ou você respira fundo, sai de cena, respira fundo de novo e constrói pontes possíveis para atravessar o problema…
É nesse momento que a tua inteligência emocional é medida, pois é nesse momento que você, tendo ou não condições e capacidade para lidar com esse problema, vai se sobressair perante os demais, pois talvez não consiga evitar o prejuízo, mas consiga minimizar consideravelmente ele…
Tentar trazer a consciência possíveis soluções, e construir um caminho para chegar até elas, é o que te diferencia dos demais…
No caos muitos desistem e se acovardam deixando o medo tomar conta de si, por isso controlar e entender as tuas emoções pode ser a única coisa que você pode fazer para te tirar dessa situação e te dar mais velocidade na hora da retomada.
Os pensamentos geram sentimentos, que por sua vez geram ações, então seja o que for, onde for, e a proporção de caos que se instalar, te manter e manter os próximos de ti desenvolvendo a capacidade de gerenciar os pensamentos, vai fazer com que vocês enxerguem também janelas entreabertas onde você só via portas lacradas, e aí sim, daquele filete de luz, você encontra a saída, talvez  deixe alguns arranhões passar por essa janela, mas com certeza as cicatrizes serão bem menores do que seguir “agarrado” no problema!!
As famílias, as empresas, e a sociedade em si está recheada de pessimismo, egoísmo, descrença e desilusão… seja você o líder emocional que consegue fazer as pessoas enxergarem o seu filete de luz na escuridão!

Comentários

comentários

× Posso te ajudar?