Um dia eu tive saudade, e nunca mais parei de ter…
Eu tive saudade daquilo que fiz, daquilo que fui, e até daquilo que nem cheguei a viver…
Eu tive saudade da própria saudade, e quem sabe eu ainda nem tinha idade, da saudade viver…
Eu tive saudade dos amores, dos sabores, dos rumores, quando eu sentia que havia amor…. eu tive saudade até mesmo da dor…
Eu tive saudade dos que foram, dos que ficaram, dos que nem chagaram e mesmo assim marcas deixaram…
Eu tive saudade daquilo que nem imaginava que um dia não ia mais ter, e muitas vezes de tanta saudade nem deu mais vontade de viver…
Eu tive saudade das chegadas, das partidas, das idas e vindas que a vida me permitiu, e tive muita saudade mesmo daqueles que um dia meu coração partiu…
Eu tive saudade, eu tenho saudade, e vou continuar a ter, e o que me resta pra ter menos saudade, talvez seja aprender a viver…
Aí quem sabe, eu tenha saudade, um pouco menos, com um pouco menos de dor, porque no meio da correria eu consegui substituir a saudade por amor…
E quem sabe nesse dia eu sinta, eu viva, eu saboreie mais, cada minuto daquilo que vivo, e quem sabe assim saudade seja algo bom, pois eu consegui olhar além do meu umbigo…
E quem sabe asssim a saudade se instale em mim, como um acalento, pois não disfarça mais a culpa de não ter aproveitado mais o tempo, de não ter vivido mais, de não ter amado mais, de não ter calado mais…
E assim a saudade poderá continuar a me acompanhar, pois eu aprendi a viver o hoje, já que para o ontem não tenho como voltar!

Comentários

comentários

× Posso te ajudar?